fbpx
Uma senha sera enviada para seu e-mail

13 dicas definitivas para se criar Gifs incríveis

As GIFs voltaram com força há algum tempo e, pelo jeito, pra ficar. Por isso, 6 artistas dão algumas dicas preciosas sobre como transformar sua arte em uma GIF animada e elegante. Vamos nessa?

Dica 01

Se você é inexperiente em criar GIFs, comece combinando duas ou três imagens diferentes. Por exemplo, faça um botão que, quando pressionado, acenda as luzes e o contrário.

Fausto Montanari (Itália) & Nikolay Ivanov (Bulgária)

Dica 02

Os elementos básicos de uma GIF atraente são: linguagem fácil e movimentos dinâmicos que se ajustam ao humor do conceito e da mensagem. Por exemplo, um bom GIF às vezes pode ser realmente divertido e cheio de dinamismo, ou pode ter um movimento lento e suave que descreva o sentimento por trás das imagens em movimento.

Fausto Montanari (Itália) & Nikolay Ivanov (Bulgária)

Dica 03

Começamos a desenvolver o conceito para este GIF usando o logotipo do cliente como referência principal. Queríamos recriá-lo e manter a mensagem que ele traz. Representava uma “casa móvel” que tinha quatro rodas, chaminé e fumaça saindo dela – o que representava o aconchego de uma casa normal. As pessoas por trás do logotipo são um grupo de entusiastas que têm um objetivo comum de ajudar os sem-teto a se recuperarem. Eles estão encontrando um lugar para morar, ajudando-os a conseguir um emprego, para que possam ficar bem de novo.

O desafio aqui foi criar um visual que seja simples o suficiente para transmitir facilmente a mensagem e ser suficientemente sério para ilustrar o assunto.

Com a animação, era importante que a atuação do personagem fosse autêntica. Os pequenos gestos, a parada súbita e o olhar confuso são importantes para transmitir os sentimentos de um homem perdido. Todos os pequenos detalhes na criação do clima dinâmico são importantes para alcançar uma história comovente, apesar de não haver som e ser bem curto.

Fausto Montanari (Itália) & Nikolay Ivanov (Bulgária)

Dica 04

Sempre comece com a ação principal e nunca trabalhe em várias tarefas ao mesmo tempo, porque você ficará confuso. Tente animar cenas complexas passo a passo. Você não precisa animar todos os objetos na tela para que fique bonito. Às vezes, apenas um movimento simples pode ser mais que suficiente.

Fausto Montanari (Itália) & Nikolay Ivanov (Bulgária)

Dica 05

Se você quiser fazer um GIF que conte uma história, você precisa saber exatamente o que terá que animar ao fazer a ilustração. Você precisa pensar no seu GIF a partir de um pequeno filme com enredo.

Faça um storyboard para acompanhar a história mais facilmente – ou, então, o animador com quem você trabalha possa ver claramente o que está acontecendo na história.

Fausto Montanari (Itália) & Nikolay Ivanov (Bulgária)

Dica 06

Às vezes pode ser um grande desafio criar um certo visual. Se um GIF é divertido, triste, assustador – ou rápido ou lento -, é tudo sobre as decisões que você toma como um artista para transmitir uma certa mensagem.

Fausto Montanari (Itália) & Nikolay Ivanov (Bulgária)

Dica 07

Tudo começa com uma ideia. Neste caso, acordei esta manhã e queria animar um alce correndo pela natureza. Mas, em vez de um fundo em movimento, eu queria que todo o GIF em loop fosse de uma perspectiva estacionária. Então, algum tipo de máquina tinha que ser criada, que “falsificaria” o mundo natural em torno daquele alce.

Rafael Varona (Alemanha)

Dica 08

Enquanto partes do plano de fundo eram animadas com interpolações de movimento simples no After Effects, outras eram criadas com o bom e velho frame-a-frame. Para fazer sua animação parecer o mais realista possível, escolha o melhor exemplo da natureza que encontrar – neste caso, o famoso Cavalo de Muybridge – e copie seu movimento.

Eu sempre tento adicionar mais detalhes em cada novo quadro possível, o que deve ser agradável para o espectador à medida que descobrem coisas novas em cada loop.

Rafael Varona (Alemanha)

Dica 09

Eu criei uma grande ilustração para um fabricante de óculos baseado em Berlim chamado Mykita. Uma vez feito isso, eles me pediram para fazer um par de GIFs para o seu projeto de caridade anual no mesmo estilo. Comecei a desenvolver algumas ideias sobre como incorporar o pensamento por trás das diferentes organizações de caridade e como animar as ilustrações e torná-las empolgantes e visualmente atraentes.

A organização de caridade por trás desses GIFs está ensinando às pessoas cegas a técnica da ecolocalização, que permite que elas andem de bicicleta. Era óbvio colocar um personagem em uma bicicleta no centro.

Seu cabelo e camisa foram animados frame-a-frame. Para o plano de fundo, usei uma técnica muito fácil para criar uma sensação agradável de profundidade: criei algumas camadas com árvores e flores adicionais e adicionei movimento da esquerda para a direita. Quanto mais longe o objeto estiver, mais lenta será a velocidade. Essa técnica – conhecida como paralaxe -, permite criar um plano de fundo realístico em movimento.

Rafael Varona (Alemanha)

Dica 10

Para criar GIFs, primeiro abro um novo arquivo (usava o Flash, mas agora gosto de fazer animações no Photoshop). Crio uma nova camada de vídeo e começo a desenhar uma forma. Desenho um movimento quadro a quadro. Tento torná-lo interessante e voltar ao primeiro quadro. Uma vez que há um loop, eu o exporto para o After Effects, onde eu duplico o loop e o trato como uma espécie de LEGO animado.

Construo algo com os blocos e às vezes combino outros loops. Brinco com os tamanhos, rotação e posição dos loops, mas também com a forma como eles se relacionam uns com os outros na Timeline – eles não começam e terminam ao mesmo tempo. Isso gera uma escultura abstrata muito orgânica que está em constante movimento. Depois exporto como um arquivo .MOV e o levo para o Photoshop, onde salvo um Gif (usando Legacy – Save for Web para mais controle).

Lembre-se de abraçar a estética de GIFs. Você terá que comprometer a qualidade da imagem para criar um GIF compatível com a maioria das plataformas da web. Isso significa que você terá que criar algo que seja muito curto, tenha uma paleta limitada ou seja muito rico, mas muito compactado. Não espere fazer uma animação HD de 10 segundos com toneladas de cor. Veja os setups no Tumblr, por exemplo, e prepare-se com antecedência.

Não há uma maneira de ganhar atenção e popularidade como criador de GIFs – não há absolutamente nenhuma regra aqui. Eu vi GIFs sendo usados como imagens promocionais, uma alternativa para um videoclipe (muito parecido com um lyric video) e, às vezes, uma ilustração editorial. Eles também são um subgênero da videoarte.

Minha experiência me ensinou que é melhor para mim abordar qualquer projeto sem saber exatamente o que estou fazendo. Se eu tiver uma ideia geral, é melhor mantê-la vaga e começar a trabalhar imediatamente e não detalhar muito com esboços e coisas do tipo. Com GIFs não é diferente.

Ori Toor (Israel)

Dica 11

A principal mágica da ilustração é criar algo que não existe na vida – e isso lhe dá liberdade absoluta.

Fui contratado pelo Tumblr para trabalhar no lançamento do filme Poltergeist. Eles me enviaram algumas imagens do filme e do trailer. O resumo foi muito livre – eles enviaram uma referência de um desenho que publiquei anteriormente no meu blog e pediram para usar esse estilo específico de gravura -, então me inspirei em um momento no trailer onde a adolescente da família tinha seu celular possuído pelo poltergeist.

Primeiramente, enviei-lhes este animatic para que eles pudessem ver e aprovar.

Trabalhei bastante nesse GIF, mas o Tumblr decidiu mantê-lo simples, removendo as mensagens e complexidades – o que fiquei muito feliz em fazer.

O GIF final acima. Criar GIFs é muito simples no Photoshop. Você só precisa ser organizado em suas layers e bastante paciente porque o Photoshop é muito sensível e, às vezes, mover a camada errada pode arruinar toda a animação.

Laurène Boglio (FR/UK)

Dica 11

Snow Globe é minha recente peça inspirada no Natal. Ao contrário das minhas peças habituais, em que planejo uma cena meticulosa, meu objetivo era fazer um GIF mais simples que transmitisse uma ideia rapidamente.

Sempre começo com esboços e planejamento. Faço um rascunho usando miniaturas desenhadas rapidamente e faço anotações para animação – preciso saber como será a estética e listar o que precisa ser animado e como isso será feito.

Uma vez organizado, inicio o processo de renderização.Quando estou feliz com minha imagem estática, passo para o processo de animação.

 

Minha animação é fortemente controlada. Para mim, a organização é a chave absoluta para o sucesso – tudo deve ser nomeado de acordo e é especialmente importante categorizar os elementos animados dos still.

Nancy Liang (Austrália)

Dica 12

O bom de fazer GIFs para um cliente é que eles já têm uma ideia, só precisam de alguém para perceber isso. Com isso em mente, o processo de fazer um GIF para um cliente é bastante semelhante ao de uma ilustração estática: o planejamento inicial e os esboços, a fase de renderização e animação e as revisões posteriores.

O principal desafio é a atenção aos detalhes, especialmente durante a animação. Meu processo é bastante trabalhoso – envolve elementos móveis quadro a quadro -, então, quando um quadro é desativado, a coisa toda também é desativada. Se um cliente discordar de um certo movimento, às vezes significa refazer todo o movimento do zero.

Para minimizar essa probabilidade, tenho que ser o mais específico possível comigo e com o cliente no estágio de planejamento – certificando-se de que ambos concordem.

Nancy Liang (Austrália)

Dica 13

Um dos projetos mais interessantes em que trabalhei é o rebrand da Quantcast. O estúdio de design JaegerSloan me ajudou a criar GIFs em loop, que a empresa poderia usar em seu logotipo. Esses GIFs comunicam os valores da marca e os tipos de comportamento que podem medir on-line.

Sendo parte de um rebrand maior, os GIFs tinham que ser claros e concisos e seguir a paleta de cores da marca.

A primeira etapa foi conceituar a peça e criar a ilustração. Começou como o habitual de ilustrações, com esboços primeiro, depois no Illustrator para ser aprovado pelo cliente. A diferença era que o arquivo estava configurado para que fosse preparado para animar – todas as camadas foram separadas e rotuladas.

Após a aprovação, é hora de ir ao After Effects. É aqui que fica divertido! Eu sabia mais ou menos o que queria que a animação fizesse – itens suspensos, caixas e fitas rolando. Mas em que ordem isso acontece? Com que rapidez os itens caem? Como os itens se movem conforme eles caem e se movem? Este GIF em particular passou por três rodadas de revisões – principalmente refinando o timing -, para obter a peça finalizada.

É tudo sobre como aproveitar ao máximo a flexibilidade do meio digital. As ilustrações tradicionais são ótimas, mas os GIFs podem ser realmente divertidos, envolventes e inteligentes. Comercialmente, criei GIFs para trabalhos editoriais, mídias sociais e até mesmo branding.

Na minha opinião (tendenciosa), a ilustração pode comunicar uma mensagem muito específica ou um conceito complexo de uma forma destilada, pungente, engraçada ou única – ou todas as opções acima. Pode ter uma voz muito distinta, que eu acho que a separa da fotografia tradicional.


Fonte – Digital Arts

Comentários

comments