fbpx
Uma senha sera enviada para seu e-mail

Auto-Foco: Don Hertzfeldt 

O Auto-Foco é um post que vai ao ar toda quarta-feira e traz, a cada semana, um artista em destaque. Seja animador ou motion designer, conhecido ou desconhecido, grande ou pequeno, vivo ou extinto; se for talentoso, o Auto-Foco o fará jus.

Don Hertzfeldt

Don Hertzfeldt  é animador, artista, escritor e cineasta independente. Nasceu em 1 de agosto de 1976 no condado de Alameda, Califórnia. Em sua infância, Hertzfeldt desenhou histórias em quadrinhos caseiras e aos 15 anos, começou a aprender a animar usando uma câmera de video VHS.

Hertzfeldt foi pra animação porque era uma forma mais barata para trabalhar. Ele não tinha dinheiro pra comprar os rolos de 16mm para fazer live action, pois eram muito caros.

Suas animações, comumente, são de bonecos de palitinho desenhados a mão, com histórias de um humor negro requintado, cheio de surrealismo e uma pitada de tragicomédia. Alguns filmes contêm temas existenciais e filosóficos, enquanto outros são mais simples, malvados e absurdos. Sua animação é criada tradicionalmente com caneta e papel, muitas vezes com técnicas digitais. Hertzfeldt usa câmeras antigas de filme de 16 mm ou 35 mm para fotografar seus desenhos e muitas vezes emprega técnicas de efeitos especiais antigos, como sobreposição de imagens, múltiplas camadas de câmera e fotografia experimental. Não é incomum para Hertzfeldt escrever, dirigir, produzir, animar, fotografar, editar, fazer a locução, mixar e / ou compor música para um de seus filmes, às vezes levando anos para completar um único curta-metragem.

Hertzfeldt freqüentemente usa música clássica e ópera em seus filmes. Compositores tais como Tchaikovsky , Bizet , Smetana , Beethoven , Richard Strauss e Wagner apareceram em seus filmes. Em alguns momentos, Hertzfeldt também toca violão e teclado pra trilhar seus filmes.

Seus filmes receberam mais de 250 prêmios e foram apresentados em todo o mundo.  Sete de seus filmes competiram no Sundance Film Festival , o que é considerado um recorde do festival. Ele também é o único cineasta que ganhou duas vezes o Grande Prêmio do júri do Festival de Cinema de Sundance de curta-metragem.

Os curtas-metragens de Hertzfeldt foram descritos como “algumas das animações mais influentes já criadas” e “algumas das animações mais vitais e expressivas do milênio”

Em seu livro The World History of Animation , o autor Stephen Cavalier escreve: “Hertzfeldt é um fenômeno único ou talvez um exemplo de um novo caminho para os animadores independentes que sobrevivem de seus próprios termos”.

Em 2012, Hertzfeldt combinou sua trilogia de curta-metragem sobre um homem chamado Bill,  Everything Will Be OK , I Am So Proud of You , and It’s Such a Beautiful Day, em um novo longa-metragem, It’s Such a Beautiful Day. A Associação de Críticos de Cinema de Los Angeles nomeou-o vice-campeão de Melhor Filme de Animação de 2012 e a pesquisa anual de críticas da Indiewire classificou-o como o 9º Melhor Diretor de Cinema de 2012.

Em 2016, Rolling Stone classificou seu filme, World of Tomorrow, o 10º em sua lista dos “Melhores Filmes animados de sempre”.

 

Comentários

comments