fbpx

No universo de animação existem tantos tipos de fluxo de trabalho quanto estrelas no céu. Somos impelidos a escolher alguma forma – que melhor nos acomoda -, e usa-lo para melhorar nosso desempenho. Mas nem todo workflow se encaixa em nossas necessidades, por mais que existam certos padrões por aí. Nesses momentos, é válido criar, de alguma maneira, nosso próprio workflow.

A Pixar é um grande exemplo de aprimoramento de fluxo de trabalho e pipeline – se não O maior exemplo. Os caras são responsáveis por criar ferramentas incríveis nesse sentido, e a bola da vez é o Universal Scene Description. O nome não sugere nada demais, mas é magia negra, eu garanto.

A Pixar tem pesquisado muito sobre melhorias de fluxo de trabalho, e geralmente eles vêm até a comunidade com alguma ferramenta open source. Há algum tempo eles apresentaram o OpenSubdiv, ferramenta para subdivisão surfaces com aceleração GPU/CPU – e segundo relatos -, é coisa de outro mundo. Desde então, alguns desenvolvedores estiveram ocupados com o OpenSubdiv, usando-o para trazer velocidade para criação de conteúdo em programas como Blender e Maya.

Na última Siggraph, a Pixar apresentou mais um esforço open source: Universal Scene Description, ou encurtando USD.

Gere, armazene e transmita grandes quantidades de dados 3D em tempo real

O USD existe para prover um intercâmbio de assets, coisas como modelos 3D e animações. Ele também possibilita a montagem e organização de assets dentro de sets e shots, podendo envia-los de um software para outro numa velocidade espantosa. O USD também permite editar cenas como “substituições” – overrides -, uma forma não-destrutiva através de uma API única e consistente. É uma ferramenta ridiculamente poderosa, e – de acordo com Dirk Van Gelder, engenheiro da Pixar e o cara que apresentou o USD na Siggraph -, é usada no dia-a-dia da Pixar.

Mas o quão rápido pode ser o USD?

Dirk mostra, no vídeo abaixo, um exemplo em que abre uma cena com 80 mil malhas (52 milhões de polígonos), em apenas três SEGUNDOS. O playback rola em tempo real a 60fps.

É ou não é magia negra?!


Fonte: Lesterbanks

 

[sgmb id=”1″]

Comentários

comments