fbpx

10 livros recomendados para editores de vídeo e montadores de Cinema

Se você é montador/editor de vídeo sabe o quão difícil é achar livros que realmente somam na profissão. Muitos títulos disponíveis no mercado tratam o tema de forma superficial e outros tantos são voltados apenas para curiosidades sobre a arte de montar filmes ou editar vídeos ( o famoso papo de butiquim). Pensando nisso, montamos uma lista de 10 livros recomendados para editores de vídeo e montadores de Cinema.

Editar é escrever com imagens, sublinhar sentimentos e, quando é o caso, passar alguma mensagem. Portanto, vídeo e cinema estão mais próximos da literatura do que se pode imaginar. Já que ambos são linguagem pura. Por isso fizemos uma seleção marota de livros que realmente agregam na vida e alma dos editores/montadores de plantão. 

10 livros recomendados para editores de vídeo e montadores de Cinema

1 – Esculpir o tempo –  Andrei Tarkovski

 

capa do livro Esculpir o tempo

Uma das obras obras-primas da literatura do cinema mundial, Esculpir o Tempo, do cineasta russo Andrei Tarkovski, talvez seja o livro mais indigesto para alguns.  Em meio à relatos de fãs desiludidos após a sessão do filme “A Infância de Ivan”, críticas de cinema e anotações, Tarkovski  tece o sentido pelo qual faz filmes; uma profunda relação sinestésica que o diretor tem com ato de produzir e montar filmes. Sim, ele montava ou estava assiduamente na montagem de todos seus filmes.

Há passagens do Livro onde Tarkosvki chega a descrever o que seria o “Pulsar de um filme”. Como se o filme fosse um organismo vivo, e, que este pulsar, definiria aonde corta-lo; elucubrações de um total apaixonado por contar histórias. Totalmente recomendado para amantes de edição e cinema

2- Num piscar de olhos, Walter Murch

 

capa do livro Num psicar de olhos

Walter Murch é um dos principais nomes do cinema mundial, formado pela Escola de Cinema da University of Southern California, é editor de imagem e de som, diretor, roteirista e autor de livros sobre cinema e montagem.

Parceiro constante de nomes como George Lucas e Francis Ford Coppola, recebeu importantes prêmios das academias norte-americana e britânica: Apocalipse now (Oscar de melhor som), O paciente inglês (Oscars de melhor edição e melhor som), A conversação (Bafta de melhor som), além de diversas outras indicações. Ou seja, um dos principais nomes e referências para montadores e editores.

No livro Num piscar de olhos, Murch enumera regras pessoais que criou como orientação para editar um filme e brinca com fatos curiosos em relação ao tema: o próprio nome do livro é uma analogia entre o piscar dos olhos com o corte de uma cena; Murch sugere que a cada “piscada” estaríamos editando o que observamos no mundo.

(o título em espanhol é quase um nome de filmes do Almodóvar “En el momento del parpadeo”)

Outro grande livro com Murch, e, que também vale leitura atenta, é: The Conversations: Walter Murch and the Art of Editing Film

3 – O Sentido do Filme –  Sergei Eisenstein

capa do livro O Sentido do Filme

Sergei Mikhailovitch Eisenstein foi um dos maiores cineastas do século XX, se destacando sobretudo na sua mestria com a técnica de montagem. Sobretudo, um de seus livros, O Sentido do Filme, tornou-se mundialmente conhecido.

O livro coloca a montagem como centro do cinema soviético daquela época. O livro O Sentido do Filme, junto com outro livro de Eisenstein, A Forma do Filme, funcionam como testamentos que são, também, uma das principais fontes para a reflexão sobre o cinema.

4 – A linguagem cinematográfica-  Marcel Martin

capa do livro A Linguagem Cinematográfica

“A Linguagem Cinematográfica, de Marcel Martin, é a melhor obra de introdução ao cinema que eu já pude encontrar. É a mais completa no que traz e explica de modo não esquemático, mas crítico e sobretudo apaixonado todos os elementos da gramática do filme”. (autor desconhecido)

Um bom editor/montador deve conhecer a linguagem de seu ofício. Por isso, recomendo fortemente a leitura deste clássico sobre a linguagem característica do cinema, indispensável para estudantes, amantes e praticantes da sétima arte.

 5 – The Technique of Film and Video Editing: History, Theory, and Practice –  Ken Dancyger

Capa do livro the technique of film and video editing history theory and practice

Apesar de não conhecer a versão traduzida para o português, o livro contém boas dicas para aspirantes a diretores e editores, fornecendo um olhar detalhado  sobre os princípios artísticos e estéticos nas práticas de edição para imagem e som.

Uma história abrangente da edição através de análises de dezenas de filmes, vídeos clássicos e contemporâneos. As habilidades práticas são fundamentadas em uma exposição de idéias e estilos de edição, através dos quais o diretor pode entender as ferramentas visuais que tem à sua disposição. Este livro coloca em cheque as escolhas que um editor terá de fazer em um cenário que abarca teoria, história e prática.

6 – Edición y Montaje Cinematográficos – El arte del cine, Justin Chang

capa do livro Edición y montaje cinematográficos

Desconheço também a tradução em português deste livro, mas até para quem não é chegado ao espanhol, aconselho fortemente a leitura desta joia. E o Por quê? Por que é um livro moderno (além de muito bonito) focado nos profissionais da montagem cinematográfica. O livro faz um overview sobre os principais montadores do ocidente e oriente, bem como traz consigo entrevistas dos mesmos e relação dos filmes em que trabalharam.

O livro passeia pelo ato de editar, seus processos, o relacionamento dos montadores com outros profissionais da uma produção cinematográfica e do impacto do desenvolvimento de técnicas modernas de montagem.

7 – Cutting Rhythms: Shaping the Film Edit  — Karen Pearlman

Capa do livro Cutting Rhythms

 A teoria de Pearlman sobre edição equivale a dançar. Com base no ritmo, na coreografia e no movimento, este livro é uma meditação maravilhosa sobre o papel do espaço e do tempo no processo de edição.

Dividido em doze capítulos, o livro abrange o pensamento intuitivo e a sincronização, e serve como um guia para diretores/filmmakers e editores que desejam aplicar os princípios do ritmo à sua prática de edição. As teorias podem parecer confusas para aqueles estão acostumados com termos técnicos sobre montagem e até dança. Ou seja, um livro recheado sobre forma fílmica.

8 – The Filmmaker’s Handbook – Steven Ascher & Edward Pincus

 

capa do livro the filmmaker’s handbook

Amplamente reconhecido como a “Bíblia” da produção de vídeos e filmes, e utilizado em cursos ao redor do mundo, The Filmmaker’s Handbook está atualizado com os últimos avanços em HD e novos formatos digitais. O livro contempla estudantes, professores, profissionais e novatos; é um manual indispensável, pois abrange todos os aspectos da produção de filmes. O livro traz muita coisa bacana sobre Técnicas para fazer filmes, documentários, corporativos, transmissões de vídeos e filmes de caráter experimental.

9 – Rebel Without a Crew – Robert Rodriguez

capa do livro Robert Rodriguez: Rebel Without a Crew

Este livro é uma baita inspiração a respeito do que uma pessoa pode fazer para alcançar seus sonhos. Antes da existência do Kickstarter, IndieGoGo, Cartarse, as opções para financiar um filme eram limitadas: você poderia zerar seu cartão de crédito, fazer um empréstimo, recorrer à família, amigos ou qualquer pessoa com dinheiro para emprestar, além de, no âmbito brasileiro, tentar submeter seu projeto às leis de incentivo municipal, estadual e federal.

Robert Rodriguez, diretor/editor/faz tudo, por outro lado, foi ao extremo: se submeteu como cobaia em um teste com novo medicamento para ganhar US$ 7.000. Quantia que precisava para fazer o filme El Mariachi. É daqueles livros que aquecem a alma (com muito humor) e nos inspiram para que sejamos sempre “Rebeldes sem equipe”. (pelo amor de deus, não se submetam à nenhuma experiência maluca)

10 – Criação de Curta-Metragem em Vídeo Digital – Alex Molleta

capa do livro criação de curta-metragem em vídeo digital

Apesar de figurar em nossa seleção de livros para editores/montadores, sinto-me na obrigação de fazer um adendo sobre este exemplar: ele é um pouco datado, pois é de 2009. Portanto, algumas dicas que são passadas podem soar anacrônicas. Um vez que, na época que foi escrito, o digital estava tornando-se acessível para a maioria.

Mesmo assim, a obra apresenta um proposta de trabalho para a criação, organização e realização de curtas-metragens em vídeo digital para produções de baixíssimo custo, possibilitando que qualquer pessoa interessada em fazer cinema crie e produza seus vídeos com estética cinematográfica. O interessante é notar que o livro pode ser adaptado para qualquer tipo de produção.

Os capítulos, escritos de maneira didática e informativa, abordam todas as etapas da produção e a função de cada membro da equipe. O roteiro, a pré-produção, produção, pós-produção são alguns dos temas presentes neste guia imprescindível para produtores iniciantes, aspirantes a diretores, profissionais da área e editores.

(Livro Bônus) – Color Correction Handbook – Alexis Van Hurkman

capa do livro Color Correction Handbook

Apesar de não se tratar de um livro sobre montagem e/ou edição de vídeo, esta pérola discorre sobre um processo que vários editores irão passar em sua vida profissional: colorir imagens. Isso porque, na maioria das vezes, sobrará para o próprio editor finalizar uma peça audiovisual (tirando em caso de equipes grandes e especializadas). Portanto, é bom que se saiba o básico e como funciona o workflow de colorização de imagens.

O livro de Hurkman apresenta a cada capítulo um exame aprofundado sobre técnicas e estéticas de diversos produtos, como: filmes, comerciais, videoclipes e outros. Esta é, sem sombra de dúvidas, a bíblia sobre colorização de imagens (O livro é muito extenso e completo).

Na minha humilde opinião, o equilíbrio entre a literatura técnica e teórica é o melhor caminho para se compreender o vasto contexto que envolve editar qualquer peça audiovisual. No mais, boa leitura a todos.

Comentários

comments