fbpx

É importante pensar pequeno.

“Pensar grande” é ser ambicioso e buscar alcançar grandes êxitos na sua vida pessoal e carreira. Mas hoje vou falar sobre a importância dos artistas pensarem pequeno, principalmente quando estão começando.

Como motion designer, é fácil perceber que as coisas ficam mais fáceis quando “pensamos pequeno”. Isso é, inclusive, o que nos ajuda a chegar mais longe.

Temos uma carreira em que nunca paramos de estudar e aprender. A tecnologia evolui, temos que nos adaptar. Não raro precisamos aprender a usar funcionalidades novas de softwares com os quais trabalhamos a anos, quando alguma atualização nova aparece. Quando se trata de animação, precisamos aprender sobre timing, spacing, doze princípios, design, dominar gráficos, animação de texto, rigging, personagens, frame a frame, 3D…

Se você se aventurar pelo 3D, a lista é ainda maior: iluminação, renderização, materiais, texturização, modelagem, câmera… ufa! Qualquer coisa que você se atreva a aprender e aperfeiçoar, pode ter certeza, serão horas e horas de estudo.

Para quem está começando, pensar nisso tudo pode ser muito assustador. Daí a importância de pensar pequeno. “Vou iniciar meus estudos hoje para, lá na frente, chegar a ser um grande animador da Disney ou da Pixar!” – este tipo de pensamento pode ser bastante desencorajador.

Quando decidi aprender a modelar personagens em 3D, eu tinha a intenção de criar um estilo bem simples, baseado em formas geométricas básicas, no qual eu não precisaria ser um mestre em modelagem. Fiz meu primeiro personagem assim, mas, pouco a pouco eu fui acrescentando mais uma coisinha aqui e ali na minha técnica, sendo capaz de fazer coisas cada vez mais complexas. Quando você começa sem grandes expectativas e pega gosto, naturalmente a coisa vai fluindo e você tira de si aquela pressão de querer ser logo contratado pela Pixar.

Este é meu conselho. Comece a aprender algo novo com a intenção de se tornar um profissional melhor do que era antes. Tendo você mesmo como referência. Não tenha como objetivo, logo de cara, alcançar os grandes mestres da arte. Isso pode te desanimar. Comece pequeno e deixe-se ser guiado pelo flow. Um conhecimento sempre puxa outro, e se você estiver tendo prazer ao desbravar esta estrada, é possível que, quando você se der conta, já estará alçando vôos muito altos.

Começar de forma despretensiosa tem um poder muito grande, afinal, ninguém chega muito longe se a caminhada não for natural e prazerosa.

A capa deste artigo é de um projeto do Igor Lopes (@ihql.work)!

Comentários

comments