fbpx

Hábitos que estimulam a criatividade

“Inspiração” parece algo essencial para nós que trabalhamos com arte e criatividade. O triste é que ninguém pode se dar ao luxo de trabalhar só quando essa “divina” inspiração nos aparece. Este artigo traz algumas práticas legais para deixar sua mente mais propícia a ter ideias criativas.

As ondas Alpha

Nosso cérebro funciona através de impulsos elétricos que podem ter diferentes frequências. As chamadas Ondas Alpha são impulsos que geram um relaxamento no cérebro. Elas acontecem quando estamos descansando ou executando alguma tarefa automática sobre a qual não precisamos pensar muito, como lavar a louça, tomar banho ou fazer uma caminhada. Já reparou que quando você faz uma atividade como essas, normalmente você se pega refletindo sobre a vida e às vezes tem idéias e insights que não tinha tido antes? É por isso que as melhores ideias aparecem enquanto tomamos banho.

O que parece é que quando seu cérebro está emitindo Ondas Alpha, você tem acesso a algumas áreas do seu subconsciente e, portanto, se torna mais criativo. Além disso, o estresse é o maior inimigo da sua criatividade. Só de estar relaxado, suas chances de criar coisas incríveis já aumentam significativamente.

Não julgue demais seu trabalho antes da hora

Como criativos, temos a tendência de ser muito exigentes com nosso trabalho, mesmo numa fase embrionária. É importante que a gente dê tempo para as coisas se desenvolverem antes de jogar fora ou desconsiderá-las.

O processo de design passa, necessariamente, por experimentações. Testamos diferentes combinações de cores e formas. A satisfação com o resultado daquilo nem sempre é imediata. Continue testando e produzindo alternativas. A concepção de qualquer peça gráfica deve passar por inúmeras versões e variações antes de ser considerada adequada ou não.

Sempre comece a trabalhar criando livremente, sem julgamentos. Depois que tiver um bom número de estudos você vai ter mais clareza sobre qual a melhor proposta.

Existe um estudo que comparou dois grupos de artistas. Um grupo produziria um grande número de obras sem muito julgamento. O outro grupo teve a missão de usar o mesmo tempo para produzindo apenas uma obra, a melhor que conseguissem. Foi comprovado que os artistas que produziram mais, acabaram  produzindo obras melhores do que aqueles que se concentraram em produzir apenas uma. Este é um estudo que está no livro “Art and Fear” de David Bayles, Ted Orland.

Foco

Para ser criativa sua mente precisa de foco. O momento em que somos mais produtivos e criativos são aqueles em que perdemos a noção do tempo, concentrados no trabalho. Chamam isso de estado de “flow”. Coloque seu celular no modo “não perturbe” quando for trabalhar. Distrações, mesmo que pequenas, podem te tirar deste estado e nem sempre é fácil retomá-lo. Até mesmo uma notificação que te faz olhar para a tela por dois segundos pode ser prejudicial.

Existem algumas músicas criadas para estimular este estado de foco do cérebro. Você pode procurar alguns sites na internet que oferecem serviços assim. O meu favorito é rainymood.com que tem som de chuva. É incrível como é relaxante trabalhar ouvindo isso.

Alimentar sua mente

Criatividade é sobre ter referências. Quanto mais, melhor! Para isso é importante se alimentar de informações, visuais ou não, sobre diferentes áreas, o máximo possível. É importante ler sobre assuntos que não são relacionados ao que você faz, ouvir músicas que não está acostumado a ouvir, e se colocar em situações inusitadas, fora da sua área de conforto. Assim, quando precisar resolver um problema criativo, sua mente vai ser capaz de gerar muito mais conexões diferentes. Isso também te ajuda a fugir das tendências e gerar trabalhos mais originais.

Se distancie do projeto

Nada melhor do que olhar para um projeto em desenvolvimento depois de um dia inteiro sem vê-lo. Isso te dá uma visão bem diferente de tudo e te faz enxergar detalhes ou melhorias que você não havia notado. E nem precisa passar um dia inteiro sem ver. É importante que você dê uma pausa, uma volta no quarteirão, se desligue daquilo por algum tempo. Quando voltar vai ter um olhar “fresco” que vai te ajudar a elevar a qualidade do projeto.

E você? O que faz quando não está inspirado? O que te faz mais criativo? Compartilha com a gente.

A imagem de capa deste artigo é uma ilustração de Guilherme Jorge (eu!).

Comentários

comments