fbpx

Conselhos para as Young Guns

Sempre digo que o Chris Do é um dos caras que mais me inspiram e me ensinam sobre a carreira de (Motion) Designer. Chris é fundador da Blind e tem um canal no Youtube chamado The Futur onde ele fala sobre Design e business.

Em um episódio recente do canal, Chris responde a algumas perguntas rápidas de algumas jovens designers de diferentes partes do mundo. A proposta era que fossem perguntas rápidas e diretas e as respostas também seriam assim. Resolvi trazer essas respostas traduzidas para uma artigo aqui no Layer, já que fiquei bem inspirado por elas.

Estas respostas estão nos minutos finais do vídeo “Improvement, Accountability, & Focus – Coaching Young Guns Season 2 Episode 7”. Com vocês: Chris Do!

O que é melhor? Ter um trabalho fixo que não seja tão legal, ou ter trabalhos melhores como freelancer?

Eu não acredito que as pessoas precisam de estabilidade. Eu não gosto de estabilidade.

Como pensar de uma maneira mais abstrata? Como fazer com que sua mente pense fora da caixa?

Vá em direção às coisas que mais assustam você.

O que o cliente precisa saber de você para te contratar?

Eles precisam saber se você cabe no orçamento, se você é capacitado para o trabalho e se eles podem confiar em você.

Como eu posso ser mais produtivo, e fazer mais coisas no tempo que tenho?

Muitas pessoas perguntam como ser mais produtivo e eficiente. Esta é a pergunta errada. A pergunta certa é: como eu faço para ter objetivos claros? Quando você sabe claramente quais são seus objetivos, você naturalmente se torna mais eficiente e produz mais.

Você acredita que é importante para um designer ter experiência em agências ou estúdios, ou é possível ser um freelancer desde o começo?

Tudo depende do seu objetivo. O que vai te ajudar a alcançar seus objetivos e planos para o futuro? Trabalhar em um estúdio vai enriquecer seu currículo. Trabalhar como freelancer te dá mais autonomia e liberdade. Mas claro, certas coisas você não vai aprender na internet. Trabalhar em equipe e como se comunicar de forma eficiente, por exemplo. A melhor forma de aprender isso é trabalhando com pessoas que você admira. Aprenda o máximo que puder com eles.

Eu perdi meu pai recentemente e isso afetou a minha auto-confiança. Você tem algum conselho para superar acontecimentos como este?

Em primeiro lugar, sinto muito pela sua perda. Eu não sou a pessoa mais adequada para responder a esta pergunta, portanto, se você se sente deprimida, procure um profissional qualificado. Mesmo assim vou compartilhar minha perspectiva sobre isso e eu espero que te ajude.

Eu tento separar as coisas das pessoas. Penso que vida e morte são um ciclo. Recentemente, meu sogro faleceu e eu e minha esposa chegamos a esta conclusão: ele viveu uma vida boa e foi um presente e uma honra poder compartilhar momentos com ele, enquanto ele estava aqui. Acredito que a narrativa que você cria sobre a sua conexão com a pessoa falecida pode atrapalhar. Celebre a vida, honre a memória do seu pai, mas siga em frente. Certamente, saber que você se tornou uma pessoa menos confiante o machucaria bastante.

Para finalizar, Chris dá um último conselho:

Não importa em que estágio da vida você esteja, quando um cliente te liga, você não precisa ser nada mais ou nada menos do que você mesmo. Cuide-se, aprenda a se amar e apreciar tudo que você tem para oferecer ao mundo. A partir daí, todas as coisas boas vão acontecer.

Comentários

comments