Uma senha sera enviada para seu e-mail

Motion Design como o presente e o futuro do Marketing de Conteúdo

Não importa onde você vá na internet, é provável que encontrará uma tonelada de materiais em Motion Design. E o por quê? Simples: Motion Design pode dar vida à dados ou a qualquer tipo de conteúdo de forma lúdica.

Isso permite que criadores de conteúdo e profissionais de marketing busquem o interesse de sua audiência com materiais mais leves e dinâmicos, ao invés de gastarem toneladas de dinheiro e tráfego em matérias tediosos e sem engajamento algum.

( a imagem de capa deste artigo foi retirada de um job da Michigan Motion Buds)

Aposto que você já se pegou assistindo a um vídeo com pouco mais de 4 minutos e após os primeiros 30 segundos, começou a avançar para partes que resumem o vídeo inteiro ou apresentam o ponto do visto do mesmo, certo?

Mas afinal, quais motivos são determinantes para que o Motion Design envolva mais o espectador do que outras linguagens?

1 – Dinamismo: uso de Plano sequência e Match Cuts.

Por definição:

O plano-sequência é definido como: “plano filmado e montado sem cortes, que corresponde a uma unidade de espaço ou de ação”. Ou seja, não há cortes ou o corte não é percebido pela audiência.

 

Plano sequência no Cinema

Plano sequência no Motion Design.

 

Match Cuts – é o tipo de corte que combina cenas diferentes mas com imagens semelhantes, transitando de um espaço para o outro sem perder a coerência e sem desorientar o espectador.

Match Cuts no Cinema

Match Cuts no Motion Design

2 – Um jeito leve de se apresentar gráficos e números

Animações com infográficos já são um lugar comum dentro do universo do Motion Design. Isso se deve ao fato de que a linguagem do Motion possui narrativa leve para números e dados e pode ser aplicada a quase tudo. ( Ou melhor, a tudo)

3 – Assuntos sérios se transformam em vídeos divertidos e que retém atenção.

Alguns assuntos no âmbito mais formal podem se transformar em maravilhosas peças de motion e reter muito mais a atenção de seu potencial cliente. Que tal falar sobre negócios como esta animação abaixo?

Conclusão

Ao usar Motion Graphics, os espectadores ficarão mais envolvidos com o vídeo, o que significa que, em vez de possivelmente perderem o motivo pelo qual você fez o vídeo em questão, eles poderão vê-los mais rapidamente.

Então, o que é preciso para se produzir Motion Graphics?  Bem, a resposta é simples – o software e a criatividade certos! A plataforma mais popular para criar gráficos vetoriais de movimento é o Adobe After Effects, mas há vários outros se você não estiver familiarizado com os programas da Adobe.

(Caso você ainda não conheça, temos um treinamento completo em After Effects e Cinema 4D)

O vídeo está dominando o marketing e chegou para ficar. As marcas estão utilizando diferentes plataformas de mídia social para apresentar seus produtos em vídeos, gifs, gráficos ou até no cinema.

Comentários

comments