0   +   5   =  

Apesar do color grading ser uma área bem específica e até com profissionais focados apenas nisso, é interessante que você, como motion designer, possa abraçar ao menos os conceitos básico desse mundo da pós-produção. Afinal de contas, trabalhar com canais de cores te dá a liberdade de acentuar mais emoção à história.

É bem comum existir uma confusão em volta do color correctioncolor grading, mas se liga: color correction é quando queremos equilibrar os tons da imagem e deixar um aspecto mais fiel a realidade, onde o branco é branco e preto é preto. Já o color grading é justamente o humor que você põe na imagem final (ou em objetos específicos da cena), trazendo aquele tom mais alaranjado, azulado, etc.

Equipamente para color grading em filme.

Imagem via PremiumBeat

Então se você tem interesse nesse assunto (e recomendo que tenha), se liga na Parte I deste artigo, no qual iremos conhecer o funcionamento do Luma Curves, e na Parte II, que saíra em breve, onde conheceremos o RGB Curves.


LUMA CURVES

Este é um modelo padrão de um painel de curvas. É um gráfico bidimensional, na maioria das vezes em um formato quadrado, mas também pode-se encontrar algo mais retangular. O gráfico possui uma linha reta que vai do canto inferior esquerdo ao canto superior direito. Essa linha – mesmo que seja reta -, é chamada de Curva. Cada curva permite ajustar uma região da imagem com base na tonalidade, que são as zonas de luminosidade ou sombreamento/escuridão (ou os canais de cor individuais). A parte inferior do gráfico representa as sombras; o topo representa os highlights, e os tons médios se encontram no intermédio.

Painel Curves. // via PremiumBeat

Não importa qual a ferramenta que você estará usando, controles de curva sempre funcionam da mesma maneira. Ao clicar na linha reta você cria um ponto de controle e, em seguida, faz o ajuste movendo esse ponto de controle na direção desejada. Você pode adicionar quantos pontos de controle forem necessários.

Por exemplo, se criarmos um ponto de controle no centro da curva (a região de meios tons), e empurramos o mesmo para cima, será criado uma curva que irá iluminar a imagem por inteira, pois não existem outros pontos de controle para interromper o movimento da curva; tanto as sombras como os highlights serão aumentados.

Painel Curves. // via PremiumBeat

Se quisermos afetar apenas a região de meio-tom, devemos criar dois pontos de controle em ambos os lados. Deste modo, quando aumentamos os tons médios, ele não irá afetar os valores mais escuros e mais claros da imagem.

Painel Curves. // via PremiumBeat

É possível fazermos a remoção de um ponto de controle clicando com o botão direito do mouse e selecionando “remover”, ou então arrastando esse ponto para a parte superior do gráfico. Uma vez que o ponto de controle tenha desaparecido, a curva irá basear sua forma de acordo com os pontos de controle restantes.

Painel Curves. // via PremiumBeat

Você também pode mover os dois pontos de ancoragem que se encontram na extremidade da linha. É possível tanto comprimir como expandir os pontos preto e branco, que é semelhante a aumentar ou diminuir a elevação e o ganho.

Painel Curves. // via PremiumBeat

Em resumo, com esse painel inicial de curvas você estará apto a fazer ajustes e controles de luma. Dá pra ajustar os highlights, sombras, e ainda brincar com o contraste, através da famosa curva em S. Que tal experimentar um pouco o uso dessa ferramenta e dar uma cara nova aos seus trabalhos mais antigos? Estudar é chave para melhorar, então bons estudos!


Fonte: PremiumBeat
Capa: Adobe

Comentários

comments