fbpx

Um primeiro olhar sobre o Cavalry

Este artigo é uma tradução livre do original “A First Look at Cavalry“, do blog do School of Motion, escrito por Ryan Summers. A foto de capa é um frame do vídeo “Creating a FUI in Cavalry“.

Se você já ouviu falar do mundo do motion design, provavelmente ouviu alguns rumores se aproximando nos últimos meses. Um sussurro no Slack, algumas postagens misteriosas do Instagram, um tweet ou dois sobre este artigo do Medium. Nos últimos anos, houve muitos novos plugins e scripts, mas já faz algum tempo desde que vimos um novo software voltado diretamente para os animadores.

Esses rumores finalmente surgiram com a revelação do Cavalry, mas o que exatamente ele faz?

image_preview.jpg
“Ninguém pode explicar o que é Cavalry.
Você tem que ver por si mesmo.”

O que é o Cavalry?

Simplificando, o Cavalry é um reforço e não um substituto.

Construído com o proceduralismo em mente, focado no animador e orientado a dados, o CEO do Scene Group, Chris Hardcastle e sua equipe, estão buscando o que os animadores precisam hoje e para onde pensam que estamos indo.

Assim como o nome indica, o Cavalry está lá para apoiar seus esforços e concluir o trabalho. É semelhante ao modo como os usuários do Cinema 4D frequentemente acessam uma ferramenta como Houdini sem deixar completamente o C4D para trás.

Pense no Cavalry como um conjunto de ferramentas complementares às suas ferramentas atuais, ao invés de um concorrente direto. Após testar o programa durante a versão beta privada, começamos a pensar no aplicativo de várias maneiras:

  • Um módulo Mograph para artistas do After Effects.
  • Canivete suíço de um animador.
  • Um playground de Pickwhip.

Essa última descrição realmente chega ao cerne do que o Cavalry é capaz. Quase tudo no aplicativo pode ser conectado e acionado por quase qualquer outro parâmetro. O beta-tester Liam Clisham adorou a flexibilidade do Cavalry:“Se você acha que pode usar o pickwhip em alguma coisa, provavelmente pode. Deseja que a proporção de um comp seja impulsionada pela escala de um shape na comp? Pickwhip em menos de um segundo. Os artistas serão limitados apenas por sua imaginação.”

Cavalry não é apenas para animadores

O Cavalry fornece um conjunto de ferramentas ideais para os animadores, mas a equipe não se esqueceu dos designers. Sua natureza procedural, juntamente com recursos como Dynamic Rendering, aponta o caminho para o futuro do Cavalry em pitch-decks, styleframes e aplicativos de interface do usuário / UX. Michael Connolly está testando o Cavalry há mais de um ano e o considera uma ferramenta de design séria em todos os tipos de estúdios: “É perfeito para iterar um grande número de variações com base em uma fonte aleatória ou gerar vários layouts (dentro de parâmetros definidos) no momento da saída com um clique. A fácil saída SVG do Cavalry em um ambiente visual (em vez de codificado) realmente reduz a barreira de entrada para trabalho generativo.”

Cavalry tem as ferramentas que você precisa

Muitas noites sem dormir foram gastas criando uma arquitetura que é extensível e expansiva – e não apenas pela equipe principal do Scene Group. O CTO Ian Waters, um ex-animador agora focado em Design e Desenvolvimento, explica a intenção do Cavalry desde o início: “Seja qual for o design, as pessoas tentarão usá-lo de maneiras diferentes. Planejamos aproveitar nossos pontos fortes antes de jogar para os outros… mas uma das decisões tomadas desde o início foi construir o Cavalry com suas próprias APIs – se o construímos como um recurso, alguém também pode, os hooks são tão profundos quanto você pode conseguir. Todo mundo terá acesso ao mesmo material que nós temos.”

O Cavalry é baseada em nodes nos bastidores – mas Ian acredita que uma abordagem bem-sucedida de UX significa que um usuário não precisará saber inicialmente que há um gráfico de nodes nos bastidores. A intenção é incluir um Gráfico de Flow durante o Beta Público, com um Gráfico de Cena Nodal completo no futuro.

A lista de recursos atual é longa, mas o roteiro do Public Beta está repleto de ainda mais melhorias: a equipe está aprimorando muitas das ferramentas atuais e adicionando novos recursos, como Tokens do tipo Cinema 4D, um sistema de Tagging and Filtering, Quicktime e suporte a EXR e – talvez o mais emocionante – um Animator’s Toolkit focado em ferramentas complexas de animação de personagem para complementar o conjunto de ferramentas de cel animation existente.

É isso mesmo: O Cavalry também tem ferramentas de desenho.

image_preview-1.gif
“Onde ele consegue esses brinquedos maravilhosos?”

O futuro dos recursos

Espere ver artistas da FUI empurrando o Cavalry para além do seu limite. A equipe por trás do Cavalry não está contente em criar uma ferramenta apenas para as necessidades de hoje, mas também para o futuro. Em um mundo em que os clientes estão constantemente perguntando sobre AR, VR e tempo real, o Cavalry está sendo construído com essas experiências em mente.

Um componente do Cavalry que já está disponível em uma versão inicial: O Cavalry Player.

Destinado a fácil reprodução no local ou uso de instalações, uma cena do Cavalry pode ser empacotada em um arquivo de cena reproduzível. A expectativa é que, em um futuro próximo, os artistas possam promover atributos ao vivo para o player e ver suas mudanças atualizadas no set.

image_preview.gif
Apenas certifique-se de que o poder não lhe suba à cabeça

Com a nova abordagem que o Cavalry adota quando se trata de criar o próximo passo nas ferramentas de animação, os desenvolvedores esperam uma curva de aprendizado. Para atenuar isso, eles estão abrindo o Beta para o público em geral. Como explica o arquiteto líder do Scene Group, Martin Vejdarski, “a intenção é deixar o usuário começar com algo pequeno e seguir em frente sem precisar retroceder, minimizando a quantidade de conexões que o usuário precisa fazer”.

Rápido e flexível.

Simples, mas poderoso.

Criado para as necessidades atuais de um animador, mas de olho no futuro – a equipe do Scene Group está pronta e esperando por você para participar agora do Beta Público do Cavalry.


Comentários

comments