fbpx

Projection Mapping: 5 dicas

A tecnologia é naturalmente mutável, atingindo e alterando não só a si, bem como seu meio. Os produtores de eventos andam preferindo o Projection Mapping para chamar atenção de maneira mais efetiva, e a maioria dos eventos são susceptíveis a usar recursos avançados de áudio, vídeo e iluminação; tornando-os ainda melhor.

Projection Mapping em eventos

Projection Mapping é uma tecnologia relativamente recente que dá cara nova a eventos antigos, devido à sua acessibilidade, disponibilidade e eficácia como meio de publicidade. Pode-se dizer que a técnica é nova, sendo excitante por converter qualquer superfície – de paredes planas a monumentos e catedrais -, em uma tela de vídeo dinâmica.

Softwares especializados são usados para projetar imagens que são perfeitamente mapeadas em qualquer estrutura. Eventos acabam utilizando isso para projeções dinâmicas – às vezes interativas -, ao invés de simplesmente passar vídeos em telões de LED.

Grandes produtos e marcas fazem uso do Mapping para mostrar uma “cara” mais inovadora, e com a popularidade da técnica, os preços ficam mais acessíveis, permitindo assim que pequenos negócios façam uso e lancem seus produtos em eventos com projeções que cobrem prédios inteiros.

O Projection Mapping é uma técnica versátil para marketing, pois possibilita apresentar determinadas coisas da maneira certa: com grandiosidade.

Mapping aplicado ao marketing convencional

O Mapping ao ar livre faz uso de animações inteligentes que são projetadas em superfícies de construções. Estas imagens em movimento podem deixar o público sem palavras, pois se pode fazer de tudo: desmoronar prédios inteiros, reconstrui-los, transformá-los em outras coisas e por aí vai. A maioria das marcas pode fazer uso disso para passar a mensagem de marketing com animação “interativa”, demonstrando assim um produto ou serviço útil para o público.

Muitos usam edifícios centrais, bem localizados, pois é altamente visível, impactante, favorável ao meio ambiente e extremamente rentável. Em conferências, vários cenários são usados em vez de edifícios. O Mapping pode ser refinado e transformado para se adequar a quaisquer superfícies, ajudando assim a projetar a correlação entre um público e seus negócios.

5 Dicas para Projection Mapping

1 – Conteúdo

O sucesso de um projeto inspira os realizadores a atualizarem suas máquinas, enquanto o conteúdo pode ser melhorado e renderizado novamente. Alternativamente, pode-se atualizar o conteúdo, juntamente com melhores renders, melhores animações e ilustrações, dando mais ênfase ao conteúdo 3D e uma melhor precisão nos detalhes. A abordagem reforçada conduz sempre a resposta positiva da audiência.

2 – Melhorias técnicas

Com mais e mais tecnologias por aí é preciso verificar se algumas delas limitam o desenvolvimento de conteúdo e funcionalidades. A experiência aprimorada para projetos futuros precisa trabalhar na redução desses limitadores. Isso ajuda se o servidor de mídia for atualizado, bem como a qualidade das projeções pode ser aprimorada para oferecer mais intensidade, resolução e clareza. Máquinas ágeis para geração de conteúdo são fundamentais para rápidos previews e correções.

3 – Movimento

Com elementos que se movem naturalmente, as apresentações podem ter um impacto fantástico e uma experiência emocionante. Projeções podem seguir alvos em movimento que aumentam a experiência visual para o público. Além disso, uma vez que poucas pessoas viram coisas assim, o fator “novidade” cria um impacto forte.

4 – Roteiro

A apresentação de Projection Mapping pode gerar um espetáculo como a queima de fogos. Para que o público se sinta confortável, é essencial ter novidade nisso, cada vez que for apresentado. Com bons roteiros que incluam humor e tom, as marcas podem jogar com as expectativas do público e, eventualmente, cumpri-las com diferentes elementos de conflito e resolução. O processo criativo deve ser forte o suficiente em torno do projeto, com o conteúdo poderoso de acordo com o local, público-alvo e contexto estratégico do produto ou serviço.

5 – Interatividade

A maioria das pessoas tendem a guardar na memória grandes experiêcias. Com a introdução de vários elementos interativos, juntamente com Mapping, os realizadores podem construir uma ressonância emocional e impacto visual. A interface multi-user interage e manipula elementos, podendo ser feito sem gastar uma quantidade absurda de dinheiro.


Fonte: Lesterbanks

Comentários

comments